terça-feira, 24 de janeiro de 2012

soberana

Saiba o que tenho a você
Desde então é assim
Quando lhe encontrei bem mais perto de mim
O amor me acertou e, de repente,
Eu lhe servi como uma parte que, a toda vida,
Se faltar, já sabemos, vamos sentir

Meu bem, lhe quero tanto
Flor com final de bem-me-quer
Eu lhe dou, plantadinha no jarro,
Com perfume de amor
E com espinhos que podem ferir, cuidado
A beleza guarda truques no esparro de muita dor

Cure minha culpa, aceitando esse gesto de carinho
Vem, me abrace forte de novo, me enxugue as lágrimas por você
Também sou de carne e osso, olhe e perceba,
Seu espelho tem a minha imagem,
Pois fiz de conta que o erro foi todo meu.

[j. guedes]

7 comentários:

Ludmilla Mattos Pinheiro de Souza disse...

:D gosto quando o amor toca teu coração...

Luiza disse...

Com uma inspiração desse tipo todas as portas se abrem! ;)

L.S. disse...

Lindo!

maddie0147 disse...

Hi, I came across your site and wasn’t able to get an email address to contact you about a broken link on your site. Please email me back and I would be happy to point them out to you.

Thanks!

Madison
maddie0147@gmail.com

ludmilla mattos disse...

meu bem, sito falta de ter em mim.
moço perfeitinho te amo. <3

Anônimo disse...

Se toca Ludmilla, o João namora. vc não vê que está fazendo papel de ridícula. Se ele gostasse de você, certamente estaria com você.
Mas é cada uma aff!!!

ludmilla mattos disse...

oi? viuxi arranjou uma ciumenta? ela já te conhece ? oi, você mente pra ela? hum...
Anônima, sou livre e joão até onde eu saiba nunca foi do tipo fiel e eu nunca exigi isso pois ser livre é mais interessante.
Vai na fé com teu namoro e ridícula é você, pois está fazendo papel de mulher briguenta e ciumenta por um homem que você sabe muito bem que é livre de natureza. eu nem sabia que ele estava namorando, mas não faz diferença não viu, se quiser morrer por isso, esteja a vontade .