terça-feira, 19 de fevereiro de 2008

o mundo fonovirtual



Para onde as músicas se recolhem
depois que se tocam?

Haveria algum arcano
onde elas povoam em latência,
à espera de meios que lhes permitam
minar para o mundo que, por seu turno,
também lhes aguarda consubstanciadas
em admiráveis vibrações?

Creio que a música seja renovável.

O silêncio de seu fim
a recompõe;
em algum recinto etéreo
ela recupera seu fluido
depois de exaurido
o fremir
da
derradeira nota...

[j. guedes]

Um comentário:

Dea disse...

Achei muito interessante a sua hipótese:

"Creio que a música seja renovável.O silêncio de seu fim a recompõe".